• Facebook Page: 264161550288718
  • Twitter: ifsc


Home
V Feira Regional de Matemática reúne mais de mil pessoas em Criciúma PDF Imprimir E-mail

feira regional matematica 2017A V Feira Regional de Matemática reuniu a comunidade escolar nesta quarta-feira (09), no ginásio do CEDUP Abílio Paulo, em Criciúma. Foram inscritos 87 trabalhos no evento, sendo 38 deles selecionados para participarem da mostra regional. Dos 38 avaliados, oito foram escolhidos para representar a região na 33ª Feira Catarinense de Matemática, que será realizada também em Criciúma, no Centro de Eventos José Ijair Conti, entre os dias 27 e 29 de setembro. De acordo com a organização, mais de mil pessoas passaram pela feira. 


O Câmpus Criciúma do IFSC, representado pelos professores de Matemática Bazilicio Filho, Gustavo Bérti, Marleide Cardoso e Sandra Scremin, faz parte da comissão organizadora, ao lado da Gerência Regional de Educação (GERED) e da Secretaria Municipal de Educação de Criciúma. “Nosso objetivo principal é divulgar atividades de matemática feitas em sala de aula. Então, um evento como esse é importante por ser um espaço de troca de experiência entre os professores, servindo também para que os alunos percebam a importância da matemática em outros contextos”, explica Bazilicio.  

 
feira regional  matematica 2017 v

 

 

Na cerimônia de abertura, o diretor do Câmpus Criciúma, professor Lucas Dominguini, destacou a importância do IFSC em estimular eventos como a Feira Regional de Matemática e a Feira Catarinense de Matemática, da qual a instituição também é parceira. “É um momento de integração entre os alunos que nos gratifica bastante. Ressaltamos os trabalhos que serão apresentados aqui e que serão selecionados para a feira estadual, nos colocando sempre como parceiros tanto do Estado quanto do município”, afirmou. “Somos parceiros do IFSC na formação de professores e em eventos como esta feira. Essas parcerias só melhoram e contribuem para a educação pública de qualidade”, frisou a gerente regional de Educação (Gered), Jucilene Fernandes.  

 
feira regional matematica 2017 iv

 

 

Para participar da V Feira Regional de Matemática, os trabalhos inscritos deveriam estar relacionados com a disciplina, nas seguintes modalidades: Materiais e/ou Jogos Didáticos; Matemática Aplicada e/ou Interrrelação com Outras Disciplinas e Matemática Pura. Participaram alunos de todos os níveis de ensino, incluindo crianças em fase de alfabetização, mostrando que a matemática também pode ser ensinada por meio de jogos e brincadeiras. Foram apresentados trabalhos de escolas de sete municípios diferentes: Içara, Nova Veneza, Cocal do Sul, Forquilhinha, Urussanga, Siderópolis e Criciúma. 
 
Entre os 38 trabalhos selecionados para o evento, dois são do Câmpus Criciúma do IFSC. “Cálculo Diferencial e Integral e o Volume dos Sólidos de Revolução: Uma proposta de ensino com a utilização de softwares matemáticos”, dos alunos da quarta fase da Licenciatura em Química, Arthur Fernandes e Giulia Loreto Lovo de Oliveira, sob orientação da professora Marleide Coan Cardoso; e “Teodolito e Matemática”, dos alunos do Médio Técnico em Edificações, Luana Willemann Albino e Paula dos Santos Martins, sob a orientação dos professores Luciléia Marcon e Gustavo Camargo Bérti.  

 
feira regional matematica 2017 iiEm sua primeira feira de matemática, Giulia considera importante a união de todos os envolvidos na dinâmica do evento. “É interessante conhecer os trabalhos que desenvolvemos no campo da matemática, principalmente ver as crianças participando aqui. Também é muito importante para a nossa formação trabalhar com pesquisa na licenciatura e com um conteúdo que está bem presente na nossa área”, afirma.  

 
feira regional matematica 2017 iPaula já participou da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), onde ganhou menção honrosa, e considera importante a participação em eventos de divulgação e valorização da ciência como forma, também, de enriquecer o currículo. A pesquisa apresentada por ela e a colega Luana consistiu em calcular a altura da cantina do Câmpus Criciúma do IFSC utilizando o teodolito, um equipamento que mede ângulos verticais e horizontais e que é muito usado em trabalhos que envolvem topografia. O estudo mostrou que é possível se resgatar, no estudo da trigonometria, os elementos necessários ao cálculo da medida apresentada no problema de pesquisa.

 

 Confira os trabalhos classificados à feira estadual:

 

O Ensino de Equações para Deficientes Visuais – Colégio SATC (Ensino Médio) 


- Pipas Tetraédricas – Cedup Abílio Paulo (Ensino Médio Técnico)

 
- Uma proposta didática sobre o estudo da trigonometria no ciclo – EEB Professora Salete Scotti dos Santos (Professor)

 
- A sequência numérica de Fibonacci na natureza – EEB Professora Maria da Glória Silva (Ensino Fundamental Anos Iniciais)
 

- Números primos e as peças de lego: um encaixe possível – EMEF Jorge da Cunha Carneiro (Ensino Fundamental Anos Finais)


- Uso do software Geogebra no estudo de simetrias em um plano – EMEF Padre José Francisco Bertero (Ensino Fundamental Anos Finais)

- Equação do primeiro grau e a balança de equilíbrio EEF São Cristóvão (Ensino Fundamental Anos Finais)

- Geometria dos fractais: uma relação entre a matemática, a arte e a natureza - EEB Humberto de Campos (Ensino Médio)


 

Por Cristina Oliveira | Jornalista IFSC

 



Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.